Dieta Mediterrânica: alimentos consumidos e algumas curiosidades

A dieta mediterrânica é denominada como um conjunto de conhecimentos, de práticas, de rituais, de tradições e de símbolos, que estão ligados a uma cultura que pode ser agrícola, de pesca, da pecuária, na partilha e de alimentos que circundam o Mar Mediterrâneo. Entretanto, é um momento de troca, para uma afirmação e renovação da identidade pessoal desse povo.

O que é priorizado nessa dieta

A Dieta mediterrânica prioriza um consumo de frutas, de legumes, de cereais, grãos integrais e de nozes, com uma limitação do consumo de carnes e aumento da ingestão de peixes. As pesquisas também priorizam que essa alimentação consiste numa queda no risco de doenças cardíacas e também na prevenção de doenças crônicas mais graves.

No entanto, a base dessa dieta está relacionada ao alto grau de consumo de frutas, de legumes, de peixes, legumes, azeite e cereais, pouca carne ou produtos lácteos e com um consumo moderado de vinho durante as refeições. São sugeridos esses alimentos saudáveis e principalmente essa escolha é relacionada ao tipo de gordura a ser consumida.

Uma dieta segura e saudável

Ela é vista como uma dieta segura devido a combinar não somente uma diversidade bem interessante de alimentos, como também um modo de vida mais saudável. Por outro lado, podemos dizer que o estilo de vida mediterrâneo é bem mais saudável, com menos estresse e sedentarismo, mas que também tem uma ligação com os valores culturais religiosos e identitários de um povo.

Para as pessoas que têm o objetivo de emagrecer, a escolha pela dieta mediterrânica pode não trazer uma perda de peso, mas poderá trazer muitos benefícios para a sua saúde a médio e longo prazo. Contudo, comer grandes quantidades dos alimentos dessa dieta e gastar poucas calorias, poderá resultar em quilos a mais.

Principais alimentos da dieta mediterrânica

Conheça os principais alimentos dessa dieta, que são os vegetais e as frutas, como o: brócolis, couve, espinafre, cebola, couve-flor, cenoura, couve de Bruxelas, pepino, além de maçã, banana, laranja, pera, morango, uva, figo, melão, pêssego etc. Castanhas e sementes, como amêndoas, nozes, castanha de caju, girassol, sementes de abóbora. Cereais integrais como o macarrão também fazem parte.

Gorduras saudáveis, como o azeite extra virgem, azeitona, abacate e o óleo de abacate. Aves como o peru, frango ou o pato. Frutos do mar, como exemplo, o salmão, sardinha, atum, camarão, ostras, caranguejo e mexilhões. Os queijos, leites e iogurtes, que tenham um baixo teor de gordura, como os gregos, queijos brancos como os de cabra e de ovelhas.

Ervas e temperos, como alho, manjericão, hortelã, alecrim, sálvia, noz-moscada, pimenta e canela. O vinho tinto, que tem um poder antioxidante, com uma dose segura de 2 a 4 cálices por semana. O café e o chá, que devem ser adoçados naturalmente, evitando o açúcar refinado e os adoçantes artificiais, além de ingerir muita água. Enfim, esses são os principais alimentos presentes na dieta mediterrânica.

Então, o que te chamou mais a atenção em relação a essa dieta? Seria tranquilo para você tentar fazer caso tenha interesse?

Receba nosso e-book gratuito com receitas deliciosas!

Cadastre-se agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *